Samuel
Year of Creation: 2015 | Published: 2016-05-17 | Theme: father & son

É saudade demais para um pai suportar
Saber do filho crescer sem diariamente estar 
Beijos, abraços e carinhos que não pode ganhar
Saudade até da birra na hora de papar
É, paciência; deixa estar
Existe um final de semana para chegar 
Um breve até logo e já recomeçar a contar
Os dias para o próximo sábado raiar
Da Fonte do Sapo não poder mais brincar
Tão pouco aquele pastel de vento saborear
Como uma caravela quinhentista a zarpar
A vida deriva sem bússola até em um porto ancorar
De tanto se preocupar até o sono deixa de sonhar
A vida fica vazia mesmo com uma guitarra para tocar
Fotos espalhadas pelo quarto fingem uma presença marcar
A vista sempre turva, contudo, não se cansa de admirar
Brinquedos do McQueen, Woody, Buzz enfeitam qualquer lugar
E o mandolim a posto para brincar de dedilhar
Não é querer mais tempo é apenas poder estar
Dar bom dia e boa noite todos os dias sem cessar
Dentro em breve quatro anos completará
Ele veio numa quarta-feira de astrologia solar
Há infinitas estrofes que poderia dedicar
Mas uma apenas uma que querer cantar: te amo, Samuel
 
O tempo envelhece lembranças vivas
E um poema de Bandeira continua a reverberar
A certeza de tudo que poderia ser e jamais será

If you liked, say thanks for author
Nice0

Report a problem

Commenting expired for this item.

Comments

No comments

Author
  • Poems: 121
  • Translations: 13
  • Comments: 0
  • Last login: 3 years ago